Conhecendo o CT-e

Saiba um pouco mais sobre o Conhecimento de Transporte Eletrônico e sua importância!

Públicado em 12/05/2015

Categoria Dicas e Informações

Por CASA Automação

Diferentemente do MDF-e, que tem como intenção agilizar o registro de um lote de documentos fiscais, o Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) surgiu para modernizar a sistemática de emissão de documentos fiscais que acobertam os serviços de transporte interestadual e intermunicipal reduzindo assim custos e simplificando as obrigações fiscais do contribuinte e também permitindo ao fisco um acompanhamento em tempo real das operações comerciais.

Como funciona?

A empresa emissora do CT-e gerará um arquivo eletrônico com as informações e documentos fiscais, por exemplo a NF-e, referentes a uma carga em especifica, o qual deverá ser assinado digitalmente.

Assim como todos os documentos fiscais exigidos pelo fisco o CT-e deve ser aprovado pelo governo federal para que possa de fato ter validade jurídica. Essa aprovação utiliza o certificado digital da empresa contribuinte.

Confira o tópico sobre o certificado digital na nossa matéria sobre a NF-e.

O CT-e também possui uma numeração crescente que o torna único assim como os demais documentos.

E o DACTE?

Lembra do DANFE e do DAMFE? Então, da mesma forma que a NF-e possui o DANFE e o MDF-e possui o DAMFE o CT-e possui o Documento Auxiliar do Conhecimento de Transporte Eletrônico (DACTE). Este documento não é o CT-e, é simplesmente a sua representação gráfica e deve acompanhar a carga durante todo o seu percurso.

Mais informações

A CASA Automação também trabalha com o CT-e garantindo assim que sua transportadora esteja em conformidade com o fisco. Ligue ou agente uma visita!